O Escudo

Moedas, selos, histórias do quotidiano e outros coleccionáveis.

sexta-feira, fevereiro 01, 2008

A Numismática no reinado de D. Carlos I

O Rei D. Carlos I, nasceu no dia 28 de Setembro de 1863 e morreu, assassinado, em Lisboa, no dia 01 de Fevereiro de 1908.
Foi no reinado de D. Carlos I, que o Banco de Portugal ganhou o estatuto de única entidade emissora de notas e moedas. As cunhagens de moeda são feitas na Casa da Moeda de Lisboa onde, juntamente com as moedas nacionais, foi cunhado cobre para os Açores e prata e cobre para a Índia.
Em Timor foi aplicado às patacas (pesos mexicanos) um carimbo, com a forma da cruz de Cristo, para tentar suster a entrada de moeda falsa. Este carimbo tem a particularidade de ter sido o último carimbo oficial a ser suportado por uma moeda que haja tido curso legal no território português.
Durante o reinado de D. Carlos as moedas em ouro deixaram de ser espécies correntes. No entanto, em 1895 teriam sido cunhadas algumas peças de 5000 reis, as quais se destinariam a ser utilizadas na cerimónia do lançamento dos alicerces da estação ferroviária de S. Bento, no Porto. Algumas destas moedas teriam sido colocadas juntamente com a primeira pedra. O “Livro das Moedas de Portugal – Volume II” de J. Ferraro Vaz, aponta para a existência de um exemplar destas moedas.
Segundo uma Lei e 30 de Junho de 1891, as moedas francesas de prata de um Franco tiveram, temporariamente, curso legal em Portugal, pelo valor de 200 reis.
Em 1898, aquando da celebração dos IV Centenário da Descoberta do Caminho Marítimo para a Índia, foi cunhada uma série de 3 moedas em prata. Esta série era composta por uma moeda de 200 reis (2 tostões), que teve uma emissão de 250.000 exemplares, uma moeda de 500 reis (5 tostões) e uma moeda de 1.000 reis (10 tostões), as quais tiveram uma emissão de 300.000 exemplares. As moedas comemorativas da descoberta da Índia, como a que se pode ver pela imagem, são exemplares de grande beleza. Posso afirmar que foi graças a uma moeda desta série, a de 200 reis, que o meu pai guardava religiosamente numa gaveta do seu quarto, que eu me apaixonei pela numismática.

Nota 1: Este post já havia sido publicado no dia 01/02/2007.

Nota 2: O rei D. Carlos, assassinado faz hoje 100 anos, tem sido um tema quente da blogosfera lusa. A acompanhar, com grande destaque, na revista Atlântico.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial