O Escudo

Moedas, selos, histórias do quotidiano e outros coleccionáveis.

terça-feira, janeiro 29, 2008

Na Califórnia já se pode comprar marijuana em máquinas automáticas.



Tão fácil como comprar refrigerantes, chocolates, preservativos e, até há algum tempo atrás, comprar tabaco.
Os habitantes da Califórnia podem, desde segunda-feira, comprar marijuana nas máquinas automáticas, desde que estejam munidos de prescrição médica e para fins terapêuticos.
Sim senhor, estou de acordo. Porém, fiquei com algumas dúvidas:
Será que, para além da receita, o cliente doente também se tem de fazer acompanhar pela embalagem de mortalhas?
A lei permite que os doentes consumam a cannabis em locais públicos e ao ar livre, tipo porta de restaurantes, ou o mesmo terá de ser efectuado em recintos fechados?
Em virtude de ser vendida na qualidade de fármaco, o produto vai ser acompanhado por um folheto contendo a composição, a posologia e as contra indicações?
A máquina, para ir de encontro aos gostos e necessidades dos consumidores, estará fornecida com erva de diversas proveniências e qualidades?
O doente terá de tomar a sua medicação sozinho ou, por solidariedade e companheirismo, poderá compartilha-la com outros doentes?

A máquina estará equipada com o software de enrolamento automático, de origem portuguesa, Simplex.06, o qual, de forma fácil e higiénica, permite ao cliente obter o “Charro na Hora”?

Maconha

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial