O Escudo

Moedas, selos, histórias do quotidiano e outros coleccionáveis.

quinta-feira, maio 10, 2007

A Igreja é boa pagadora

A nova Basílica de Fátima, mau grado a derrapagem orçamental (foi colocada a concurso por 40 milhões de Euros, mas vai custar 60 milhões), será paga a pronto pagamento.
Fazendo um paralelismo com as obras públicas, da responsabilidade do Estado, constatei uma coisa engraçada. Se por um lado, tanto umas como outras são a antítese daquilo que deve ser a gestão cuidada, responsável e profissional de orçamentos. Por outro, entre elas, existe uma grande diferença.
Uma, digamos, divergência de índole religioso. Pois, enquanto que os empreiteiros, que trabalham para a Igreja, agradecem à Deus tal bênção, os que trabalham nas empreitadas do Estado, rezam, à Nossa Senhora de Fátima, para serem agraciados com o milagre do pagamento a tempo e horas.
Vantagens de quem, para cobrar (impostos) promessas, não tem necessidade de utilizar meios coercivos.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial