O Escudo

Moedas, selos, histórias do quotidiano e outros coleccionáveis.

sexta-feira, janeiro 30, 2009

Coitadinhas!

Segundo o “Sol” duas namoradas de banqueiros de Wall Street, que graças à crise e à consequente recessão económica tiveram que prescindir de alguns bens e mordomias essenciais, criaram um blogue no qual se lamentam da sua triste sina.

O sofrimento destas mulheres é de um dramatismo cruel.

Eu, com algum custo, posso imaginar o sofrimento de uma mãe que não tem dinheiro para comprar um medicamento ou uma refeição decente para um filho. Mas que é isso, comparado com o penar destas mulheres de Wall Street?

Por mais que tente, não consigo alcançar a dureza do calvário que estas senhoras estão a atravessar:

A aflição de não ter dinheiro para uma dose de botox;

O martírio de, depois de dispensar os serviços do motorista, ser obrigada a conduzir um automóvel topo de gama;

O trágico de entrar no atelier de um costureiro famoso, ficar apaixonada por quatro vestidos e de ser forçada a deixar um deles na loja;

Dramático. Estas mulheres têm de ser apoiadas nestes tempos difíceis.

Lanço daqui um apelo: Visitem o blogue Dating A Banker Anonymous mostrem que estão solidários com estas pobres meninas.

2 Comentários:

Às 31/1/09 , Blogger Kruzes Kanhoto disse...

Tadinhas. Por mim estou disposto a ajudar as namoradas dos banqueiros portugueses.
Disponibilizo-me desde já para as receber em minha casa e servir-lhes uma açorda ou umas migas.
Mas só uma ou duas vezes que isto a vida está difícil para todos.

 
Às 1/2/09 , Blogger G.R. disse...

Olá!

As migas e a açorda são pratos deliciosos. Das coisas boas da gastronomia alentejana. No entanto, para as ditas senhoras, a açorda teria de ser de marisco e, quanto as migas, teria de inventar uma receita integrando caviar.

cumprimentos

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial