O Escudo

Moedas, selos, histórias do quotidiano e outros coleccionáveis.

sábado, agosto 18, 2007

Drummond: A voz do poeta


QUADRILHA
João amava Teresa que amava Raimundo
que amava Maria que amava Joaquim que amava Lili
que não amava ninguém.
João foi para os Estados Unidos, Teresa para o convento,
Raimundo morreu de desastre, Maria ficou para tia,
Joaquim suicidou-se e Lili casou com J. Pinto Fernandes
que não tinha entrado na história.

O poeta Carlos Drummond de Andrade faleceu no dia 17 de Agosto de 1987, em Botafogo, no Rio de Janeiro. Felizmente, a voz do poeta nunca morre.

Imagem – selo brasileiro, do ano 2002, comemorativo do centenário do nascimento do poeta.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial