O Escudo

Moedas, selos, histórias do quotidiano e outros coleccionáveis.

terça-feira, maio 01, 2007

Aqui, o Carrapato não entra!

Felizes tempos, em que não havia frincha de porta ou de janela que, na noite de 30 de Abril para 01 Maio, fosse lacrada com uma maia protectora. Nenhum galinheiro, corte, curral ou palheiro era deixado à sua sorte. As maias tudo protegiam. O demónio tinha, nesses saudosos tempos, a vida dificultada. Porém agora, tudo são facilidades, as portas abrem-se de par em par para receber, com pompa e circunstancia, o maldito Belzebu. Mas comigo ele não se amanha! Aqui, as tradições são levadas a sério.
Vai de retro Satanás!
Senão, zás!
Enfio-te uma maia por trás.

4 Comentários:

Às 1/5/07 , Blogger JM Coutinho Ribeiro disse...

N'O Anónimo:

Lembra o meu conterrâneo GR, no seu Escudo, que na minha terra, nesta noite, é costume colocar-se maias nas portas para afugentar o diabo. Para quem não sabe o que são maias, eu explico: são as giestas floridas, bonitas, amarelas. Quanto ao diabo, não sei bem o que é, embora suspeite que ele tomou conta de mim há muito - o danado. Daí que já não deva valer a pena pôr as maias na porta. Resta-me convidá-lo a sair.

Abraço

 
Às 1/5/07 , Blogger jpg - o sineiro disse...

Atenção que este Belzebu nada tem aver com o grande belzebo de "O ContraBlog"! CERTO?

Lembro-me muito bem, no Porto, na Av.da França onde morávamos, enfeitarmos as janelas de maias. A minha mãe dizia exactamente isso:
-É para afastar o diabo, filho!

afinal, parece que por cá não resultou pois temos por aí imensos à solta...e sem rédea!


UM abraço.

 
Às 1/5/07 , Blogger G.R. disse...

Obrigado pela referência!
Mas por falar em diabo, ouvi dizer que está marcado para hoje um pequeno exorcismo.Quase aposto que, mesmo que não seja essa a intenção, os diabretes marcuenses vão deambular pela sala. ;>)
Abraço!

 
Às 1/5/07 , Blogger G.R. disse...

Caro Sineiro,
Se calhar os portugueses, ao deixarem cair a tradição, também deixaram entrar o diabo na suas vidas! ;>
Abraço!

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial