O Escudo

Moedas, selos, histórias do quotidiano e outros coleccionáveis.

domingo, abril 29, 2007

Solidários com Bronislaw Geremek, um dos fundadores do movimento Solidariedade.

Bronislaw Geremek, de 75 anos, antigo ministro dos Negócios Estrangeiros polaco e actual eurodeputado, arrisca-se a perder o seu mandato. A razão para tal destituição é a recusa de Geremek em cumprir a nova lei polaca de «descomunização». Esta, intolerável e indigna, lei, promulgada por um país da UE, obriga os políticos, intelectuais, jornalistas e magistrados polacos a declarar se colaboraram ou não com o regime comunista.
Além de Bronislaw Geremek, outras figuras de proa do movimento Solidariedade, que se caracterizou pela férrea oposição à ditadura comunista polaca, se recusaram a declarar se colaboraram ou não com os antigos serviços secretos comunistas.
A Polónia, sob a liderança dos irmãos Kaczynski, caminha a passos largos para se tornar numa ditadura conservadora.
Geremek, que sempre se bateu pela liberdade, enfrenta, na luta contra esta intolerável lei, mais uma batalha. Uma nobre peleja contra uma lei que, além de ferir os princípios morais dos cidadãos polacos, atenta para com a sua liberdade individual.

O Nouvel Observateur lançou uma petição online de solidariedade para com Bronislaw Geremek. Caso pretenda, pode assinar o texto, bem como consultar a lista dos peticionários, aqui.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial