O Escudo

Moedas, selos, histórias do quotidiano e outros coleccionáveis.

sábado, dezembro 02, 2006

Dia da Restauração da Independência


Mas que grande dia. Além de ser sexta-feira, ontem comemorou-se a Restauração da Independência, logo foi feriado. Depois de 60 anos sobe domínio espanhol, em 01 de Dezembro de 1640, Portugal deu um pontapé no rabo gordo de Espanha e recuperou, para sempre, a independência face ao seu guloso vizinho.

Aproveitei a manhã para dormir e a tarde para dar início às minhas compras de Natal.
Levantei-me por volta do meio-dia. Antes de realizar a minha higiene diária, telefonei para a Telepizza e encomendei o almoço. Depois do repasto, meti-me no meu Seat Ibiza, atestei o depósito na Repsol e rumei ao El Corte Inglês de Gaia. Depois de algumas voltas no parque de estacionamento da loja lá consegui deixar a impressão “chapal” do meu carro numa esquina. Coisa comum naquele parque de estacionamento, no qual é mais fácil riscar o carro do que “aparcar”. Chateado, rumei ao Norte Shopping, local onde acabei por fazer as minhas compras.
Em primeiro lugar, fui à Multiópticas comprar uns óculos novos, pois os que tinha, além de já estarem fora de moda, estavam todos desengonçados. Depois fui à Massimo Dutti (prenda para a esposa), de seguida entrei na Zara Home (prenda para a mãe e para a sogra), a seguir dei um pulinho à Bershka (uns farrapos para uma prima) e entrei na Mango (mais uma prenda para a esposa), por fim, pois ainda estou a começar o calvário natalício, parei na Imaginarium (prendinhas para a filha e sobrinho). Claro, como não sou do tipo de andar cheio de dinheiro na carteira, paguei sempre com o meu cartão do Santander.
Cheguei a casa extenuado. Porém, como ontem era dia de celebração, abri uma garrafa de espumante Freixenet e brindei à Restauração.

Imagem: Moeda de 100 escudos, comemorativa dos 350 anos da Restauração da Independência, em cupro-níquel, do ano de 1990.

2 Comentários:

Às 4/12/06 , Blogger euseinadar disse...

Caramba! Caramba! Carago!!! Brindar à Restauração com Freixenet???? Com espumante espanhol??? C'um caneco. E a ida ao El Corte Inglés também foi em honra do 1 de Dezembro de 1640?
Com tanto espumante Português bom para brindar à restauração... Sugiro o Murganheira Super-Reserva Bruto. Não se vai arrepender! Compre lá uma para brindar ao Ano Novo e ainda vai agradecer a minha sugestão! Mas brindar à Restauração com freixenet é como os judeus celebrarem o fim da 2ª guerra mundial com Bratwurst e Krombacher.

 
Às 5/12/06 , Blogger G.R. disse...

Caro euseinadar,
Antes de mais,obrigado pela visita e pelo comentário.
Como deve ter reparado este post é uma brincadeira. Uma tentativa de salpicar o blog com um pouco de ironia. Daí, todas as marcas referidas serem de origem espanhola.
No que respeita ao seu comentário, estou em desacordo num ponto: comparar o Freixenet com o Murganheira é uma heresia. Se queria fazer comparações com o Freixenet, podia utilizar qualquer zurrapa carbo-gaseificada, mas nunca um dos melhores espumantes da nossa praça.
Um abraço e volte sempre!

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial