O Escudo

Moedas, selos, histórias do quotidiano e outros coleccionáveis.

quarta-feira, outubro 25, 2006

CARTA ABERTA AO PRESIDENTE DO BRASIL (por Francisco Weyl)


“Senhor Presidente, eles desferem ataques, espalham boatos e criam uma onda de denuncismo tal que o seu Governo mais parecia responder a estas questões do que em implementar o programa com o qual fora eleito, nunca, em toda a História do Brasil, ouviu-se falar tanto de corrupção, de repente, a comunicação social, que sempre esteve comprometida com o silêncio e com a repercussão de notícias banais e desinteressantes, tornou-se um serviço público de (in)formação política, justo ela, que também depende dos anúncios publicitários do Estado para sobreviver, colocou o tema da corrupção na ordem do dia de tal forma a parecer que a corrupção havia sido criada pelo seu Governo, como se este germén da corrupção não estivesse a ser produzido desde quando a República foi proclamada, em 1889, o Senhor nem imagina, Presidente Lula, o meu orgulho em me dirigir a si desta forma, sinto-me honrado em ter uma pessoa oriunda das camadas excluídas da população na presidência do Brasil, portanto, refiro-me a si como Presidente, coisa que já nem os meios de comunicação o fazem, …"

Continue a ler a coluna de Francisco Weyl, Carpinteiro de Poesia e de Cinema, no jornal de Cabo Verde “O Liberal”

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial